Adeus, implantes dentários: revolucionário técnica faz dente crescer sozinho em apenas 9 semanas!


A ciência não para de evoluir e fazer fantásticas descobertas.

A novidade da vez é que há esperanças para quem perdeu o dente e não quer passar por implantes.

Entenda: tudo indica que no futuro bem próximo as pessoas poderão regenerar os tecidos e desenvolver um novo dente com certa facilidade.


Isso significa que não vai demorar muito para que essa técnica de implante que conhecemos se torne ultrapassada.

O segredo, segundo o Journal of Dental Research, dos EUA, está no poder das células-tronco.

Quem desenvolveu essa pesquisa foram os doutores Jeremy Mao e Edward V. Zegarelli, professores da Escola de Medicina Odontológica da Universidade de Columbia , EUA.

É uma experiência inédita e fascinante!

Além de dispensar o paciente do bisturi, também é mais rápida e natural do que o uso de parafusos ou próteses móveis.

O resultado da experiência foi incrível.

Em apenas nove semanas os dentes são regenerados.

Ou seja, nesse curto prazo o paciente já poderá mastigar e levar uma vida normal.

Os envolvidos no projeto apresentaram um andaime tridimensional com potencial para regenerar um dente anatomicamente perfeito.

Então, a partir de um procedimento que direciona as células para a plataforma do andaime (que é feito de materiais naturais), as células-tronco começam a agir.

Assim, elas formam as estruturas dos tecidos dentários.

Mais tarde, eles se fundem com o tecido circundante e a peça dental será reforçada.

Dessa forma, nosso corpo cria um dente perfeitamente funcional, real e natural.

Maravilhoso, não é mesmo?

Os pesquisadores continuam trabalhando para aperfeiçoar a técnica e reduzir os custos.

Afinal, será de grande valor se a população mais carente também puder desfrutar desse benefício.

E é isso que todos nós queremos, não é mesmo?

* A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. Nosso site é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.